segunda-feira, 27 de abril de 2009

IMAGEM NÃO É NADA - parte 1 de 2


Estava eu conversando com um amigo, e ele que esta em busca da cara metade, me disse que encontrou uma pessoa muito legal, mas não se sente atraído fisicamente. Eu já levantei a bandeira “de uma chance”. As vezes em primeira mão, não há aquele felling, mas nada que não possa mudar com um segundo encontro, uma segunda conversa e tudo mais.

Não estou falando para forçar a barra, se realmente não rolou a química, não tem jeito. Mas, estou só mostrando que a primeira impressão é a que fica, e as vezes ela é completamente errada. Uma conversa, um tempinho a dois, pode mostrar que a coisa não é bem assim, e que sim, ela pode virar atraente.

Sei, que com meu namorado, quando o vi pela primeira vez, senti apenas uma atração extremamente sexual, eu tinha passado por dois relacionamentos terríveis, e não estava afim de algo além de sexo. E olha só no que virou, um relacionamento que completa em julho, 6 anos. Tive algumas experiências de sapos que viram príncipes, e vice-versa.

Conheci um cara num bar, nos paqueramos visualmente por um dia, ate que no segundo, ele chegou a mim e começamos a conversar. Quatro anos mais novo que eu, ultimo ano de fisioterapia, mineiro, lindo de morrer e com uma puta pinta de macho. Papo vai e papo vem, acabei indo para o apartamento dele para a gente ouvir musica (ingenuidade). Lá, ele mostrou sua especialidade: massagem.

Já viu né, tira a roupa para fazer direito, a massagem começa fugir das mãos para a boca, e la vai. Chegou a minha vez de fazer massagem, enfiei a mão naquelas costas bonitas, sem espinhas, queimada, comecei a beijar, puxei sua bermuda, aquela bela bunda com uma marca de sungão. E fui me aproximar, quando meu nariz entrou em contato com a região... um grande cheiro de bunda suja.

Sim, eu sei que isto pode ate acontecer durante uma relação sexual, acidentes acontece, mas não havia rolado nada, o rapaz antes de sair deu um barrão, e nem se limpou direito. Foi difícil conter a cara de nojo, e o quase broxamento, o cara lutou muito para eu enfim ejacular. E sério, não quis mais ver o cara. Não é frescura, sou só uma pessoa higiênica. Eu nunca iria pensar que aquele monumento iria ter cheiro de bosta.

O texto continua amanhã ;)

Ass.: R

2 comentários:

g.boy disse...

Aff... tava gostando tanto do texto, ateh a parte do cheiro. Ninguém merece, neh? O mínimo q podemos esperar de alguém eh a higiene das partes!

Esperando pelo resto!

Abço.

E! disse...

O mais legal que, mais do que em uma relação ht, em uma relação homo, essas coisas são muito comuns!

Eu já fiquei com um cara que na hora de apalpar a bunda dele, tentei por o meu dedo no centro, qdo de repente, meu dedo sai sujo...

Decepção total... Eu parei... e disse q não rolava!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails