quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Beleza é fundamental?


Eu não sei realmente a resposta. Mas, sei que em grande parte do mundo gay isto pesa muito na balança. Logo depois que sai do armário, ou melhor, abrir a primeira porta, fiquei muito persistente nesta busca pela beleza. Achava-me gordo (e na época era mesmo demais). Mas esta vontade de ser um pouco “perfeito” as vezes se torna perigoso, no meu caso foi a perca de 50 kilos em menos de um ano, numa obsessão quase infinita de contar calorias.

Na época me fez bem, você ser magro lhe abre mais caminhos para se conhecer mais pessoas e é claro, naquela época com meio corpo para dentro do armário, encontrar alguém para transar com um corpo mais em forma era mais fácil.

Mas, era só isto. Você entrava na internet, as pessoas te pediam foto de corpo e acabou. Se você estiver no “padrão” a conversa vai fluir, senão você vai se bloqueado no papo ou levar um “não curti”.

Tenho um blog de homens bonitos, o DXPP. Algo para a gente apreciar as belezas masculinas. Mas, é algo superficial, algo para você abrir a foto ver, gostar e acabou. Não vá sair por aí achando que vai encontrar um modelo de cuecas da Calvin Klein ou que você é próprio modelo. Se você quer transar, ótimo. Mas e ae? Será que o modelão tem algum papo?

Tenho um grande exemplo na empresa onde trabalho, tem dois rapazes que trabalham em outro setor: o C. e o J.

O J. é um exemplo de homem da Calvin Klein. Bonito de rosto, com óculos, cabelo estilo militar e um corpinho que transparece pela roupa. Já o C. é um cara normal, não é feio, mas não é um exemplo de bonito, corpo magro e nada que transparece a roupa.

As meninas que trabalham comigo se derretem pelo C., mas eu penso e o J. Dias atrás mudamos as posições de mesas e locais, o C. e o J. ficaram próximos de mim, e inevitavelmente fizemos amizades. O C. é um cara bom de papo, hiper charmoso, daqueles que você conhece e prepara já a aliança para casar. Já o J. era um boçal. Com piadinhas bestas de primário. Não conseguia seguir uma linha de conversa. Broxante.

Isto que eu quero dizer, ao ver as fotos no MSN, qual dos dois você escolheria. Se bloquear, como você conheceria melhor o outro. Talvez, nós ficamos tão preso ao “perfeito”, que esquecemos que beleza não é para sempre.

É claro, existem bonitos legais e bons de conversa e existem feios chatões. Mas, precisamos meio que deixar este “pré-conceito” de lado. Não estou falando para pegar e beijar o primeiro feio que ver pela frente, mas tente conhecê-lo melhor. É claro, o visual importa, tem que ter um tchã entre os dois, mas as vezes este famoso “sex appeal” venha depois de uma conversa e um bom bejo.

Hoje, sou novamente um pouco gordinho, é claro que quero diminuir as gordurinhas, mas não sou mais obsessivo, pois toda obsessão só faz mal a você. E o L. ama minhas gordurinhas. E isto é o que importa, né ;)

Ass.: R

2 comentários:

lugar ao sol disse...

Muito boa sua análise sobra a beleza, e irrefutavelmente, é isso que acontece. Quantos e quantos já não me bloquearam (rs) no msn após ver minha foto. Nem ligo, pois isso para mim serve para separar o joio do trigo, aqueles que valem a pena conhecer daqueles que só procuram os padrões ilusórios da beleza contemporênea. Outra coisa que noto de verdadeira sobre o que você falou foi sobre o tamanho do cérebro dos bonitos: Acho que de tanto ouvirem elogios sobre sua "carapaça", acabam por ficar arrogantes demais para enchergarem a sí próprios. Coitados. Prefiro ser feinho, totalmente fora dos padrões para que, quem me conheça, não se arrependa depois. Ótimo post!!

Renato D'Amore disse...

Assino embaixo o post acima, eu não iria querer perder meu tempo com pessoas que só têm interesse em beleza, então que bloqueem mesmo, pra mim é lucro.

Leia também:

Related Posts with Thumbnails