quinta-feira, 16 de julho de 2009

Causos da Vida: Três Solteirões e um Padre.


Calma, se pensa que vai encontrar um conto erótico envolvendo uma orgia gay com um padre, pode tirando seu cavalinho da chuva. E os solteirões, era só uma brincadeira com o nome do filme “Três Solteirões e um Bebê.”, pois dois deles (eu e meu namorado) estão prestes a se casar ;)

Bem a história foi bem bizarra. Minha prima foi casar, naquele festão em um clube enorme, só que o seu marido já havia sido casado antes, então não poderiam chamar um padre católico para a cerimônia. Então foi chamado um padre de uma religião cristã americana.

Após os atrasos normais (ao qual deixou o padre impaciente), enfim a cerimônia aconteceu, apesar das diferenças da cerimônia católica, são bem parecidas, e foi aquele velho choro de tias e tios, emoções a parte.

Depois de tudo, o noivo chegou para meu namorado (que estava de carro) e perguntou se ele poderia levar o padre após a cerimônia. E ele aceitou, e lá fomos nós dois, e vi o meu primo e o chamei para vir junto... e por acaso este primo também é gay.

Fomos eu e meu namorado na frente, e meu primo atrás. Para acabar com o silencio sepulcral, meu namorado começou a puxar papo, e acabamos descobrindo que aquela “santa” figura era bem safadinha por sinal. Ele vivia perto da praia, e morando com uma menina de 18 anos... sendo ele já de uma avançada idade.

Se achava o gostosão... se pelo menos fosse o Padre Fabio Gostoso de Melo :P

Perguntamos sobre os pais da menina, e ele disse que ajuda com dinheiro e com cestas básicas... quer dizer, para ficar com sua jovem “esposa” ele subornava os pais dela que viviam numa das favelas da cidade. É claro que na hora, caiu nossa ficha pelo que ele comentava, que a tal menina não tinha 18 anos, e sim, menos do que isto.

Mudamos de papo, e ele começou a falar das várias cerimônias que ele fez, que incluíram até casamentos coletivos. Que ele não tem preconceito de nada, que faz o matrimonio em qualquer lugar e cidade. Mas, frisou bem: “menos casamento gay, só isto eu não faço”.

Meu namorado que no inicio da conversa havia comentado na possibilidade do contratar o padre para fazer o seu casamento (tanto que pegou até o telefone), ficou com uma raiva. Enquanto isto, meu primo engolia a seco com medo do L. virar e falar alguma besteira para o tal padre.

Mas, nada aconteceu, o padre desceu e virando a esquina, meu namorado jogou o telefone anotado fora. E ficamos ao mesmo tempo tirando um sarro na situação, mas também falando que como alguém condena o casamento gay, se esta envolvido num caso com uma menor, numa situação que beira a prostituição.

Só sei que tudo virou uma piada entra a gente, e minha prima disse que quando soube que nos três iríamos levar o padre falou para os noivos: seu doido, foi entregar o padre para ser levado por três gays???

Poxa, nós somos gays, mas somos limpinhos e comportados ;)

Ass.: R

2 comentários:

Fernando disse...

rsrs, gostei da história!

Abc

.Guh disse...

hmm os que se julgam mais castos e senhores da moral e dos bons costumes sao os mais errados

Leia também:

Related Posts with Thumbnails